Total de visualizações de página

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

NELSON RODRIGUES, CEM ANOS

Mais um centenário de outro ídolo meu: Nelson Rodrigues que se auto-definiu como um anjo pornográfico. Um anjo que foi além do limite para transgredir os padrões estabelecidos pela elite cínica e farisaica.
Contraditório, desvendou o mais íntimo da vida de homens e mulheres, fulminando a hipocrisia humana.
O mais libertário e sarcástico gênio da literatura é nomeado hoje o santo padroeiro deste blog.
A minha homenagem se completa com algumas de suas frases geniais.
- Toda coerência é, no mínimo, suspeita.
- Se os fatos me desmentem, pior para os fatos.
- Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos...
- Sou um pobre nato e, repito, um pobre vocacional. Ainda hoje o luxo, a ostentação, a jóia, me confundem e me ofendem.
- Sou um suburbano. O único lugar onde ainda há o suicídio por amor, onde ainda se morre e se mata por amor, é na Zona Norte”.
- Nada mais cretino e mais cretinizante do que a paixão política. É a única paixão sem grandeza, a única que é capaz de imbecilizar o homem.
- Em nosso século, o "grande homem" pode ser, ao mesmo tempo, uma besta.
- O grande acontecimento do século foi a ascensão espantosa e fulminante do idiota.
- O povo é um débil mental. Digo isso sem nenhuma crueldade. Foi sempre assim e assim será, eternamente.
- O brasileiro é mais forte que a fatalidade. Ele não se entrega, não capitula. Uma crioulinha favelada tem o ímpeto de uma Joana D’Arc.
- O brasileiro, quando não é canalha na véspera, é canalha no dia seguinte.
- Qualquer menino parece, hoje, um experimentado e perverso anão de 47 anos.
- O homem de bem é um cadáver mal informado. Não sabe que morreu.
- Falta ao virtuoso a feérica, a irisada, a multicolorida variedade do vigarista.
- Os defeitos existem dentro de nós, ativos e militantes, mas inconfessos.
- O dinheiro compra até o amor verdadeiro.
- Qualquer um de nós já amou errado, já odiou errado.
- Todo amor é eterno. Se não é eterno, não era amor.
- O amor bem-sucedido não interessa a ninguém.
- Toda mulher bonita é a namorada lésbica de si mesma.
- Só o cinismo redime um casamento. É preciso muito cinismo para que um casal chegue às bodas de prata.
- Não existe família sem adúltera.
- Perdoa-me por me traíres.
- O marido não pode ser o último a saber. Ele não deve saber nunca.
- Se todos conhecessem a intimidade sexual uns dos outros, ninguém cumprimentaria ninguém.
- Os homens mentiriam menos se as mulheres fizessem menos perguntas.
- A mulher ideal deve ser uma dama na mesa e uma puta na cama.
- O Natal já foi festa, já foi um profundo gesto de amor. Hoje, o Natal é um orçamento.
- As feministas querem reduzir a mulher a um macho mal acabado.
- Toda unanimidade é burra. Quem pensa com a unanimidade não precisa pensar.
- Os heróis morrem em combate. Não dão tempo ao destino de flagrá-los na cama ou na cadeira de balanço.
- Fiz grandes investigações nos prostíbulos e nunca encontrei uma prostituta triste, uma prostituta que não tivesse a maior, a mais absoluta, a mais plena satisfação profissional.
- Nunca vi suicídio de prostituta. Já vi suicídio de mulher honestíssima, mas de prostituta nunca.
- Tarado é toda pessoa normal pega em flagrante.

2 comentários:

leila castro disse...

"Uma tarde, chovia, céu triste, num pingar sem fim, ventos gemendo baixinho, e eles sentiram vontade de um canto onde se escondessem, se abrigassem..."

Trecho do romance inacabado de Nelson Rodrigues As Cidades publicado no O Globo em 1935.

Gostei deste trecho, amo vento gemendo baixinho!

Anônimo disse...

Nelson Rodrigues é um DEBOCHADO
SUJO PORCO QUE SE IMPÖEÓE AOS OUTROS AS SUAS MÄS EXPERIÊNCIAS
DE UMA VIDA SEM CLASSE.
TENHO NOJO DELE...ATÉ A CARA DELE
É NOJENTA.