Total de visualizações de página

quarta-feira, 5 de maio de 2010

MULHERES DO BRASIL

Chica da Silva, Anna Néry, Anita Garibaldi (na pintura), Princesa Isabel, Rita Lobato Velho, Chiquinha Gonzaga, Nísia Floresta, Deolinda Daltro, Bertha Lutz, Maria Lenk, Aracy Guimarães Rosa, Cecília Meireles, Celina Guimarães Viana, Carlota Pereira de Queiroz, Tarsila do Amaral, Olga Benário, Patrícia Galvão/Pagu, Maria Ester Bueno, Irmã Dulce, Clarice Lispector, Carmen Miranda, Cora Coralina, Clara Nunes, Nara Leão, Elza Soares, Nise da Silveira, Zuzu Angel, Heloneida Studart, Dorothy Stang, Zilda Arns, Nélida Piñon, Cidinha Campos, Luiza Erundina, Benedita da Silva, Marina Silva, Dilma Roussef, minha mulher e você minha leitora. Quem mais? Quem mais?

Essas mulheres sempre enfrentaram ou ainda enfrentam discriminação em todo o país. O machismo, felizmente, vai chegando ao fim entre nós. Porém, é inaceitável, é uma indignidade que sofram discriminação das próprias mulheres.

5 comentários:

Marcia Maralhas... Superando... disse...

grande admiração por todas,porém, tenho por duas das citadas por você, uma imensa admiração e identificação: Olga Benário e Anita Garibaldi... faço delas meus exemplos de luta e vida!

leila castro disse...

Estas são nota mil, mas vamos tirar da lista de mulheres brasileiras Olga Benário, Carmem Miranda,Dorothy Stang e Clarice Lispector que tiveram sua formação menos "abrasileirada".

Eu gosto demais de Heloisa Helena, Jandira Feghali,Adélia Prado, Lygia Fagundes Teles, Rose Marie Muraro e Beth Mendes.

Minhas anônimas Dona Catarina que morando em Belford Roxo, com 12 filhos para criar e que pegava trem todos os dias para trabalhar em casa de família, que nem sempre pagava em dia seu salário. Dona Maria Athaide, de Guadalupe, mãe de 2 filhas e que lavava roupas para senhoras do Méier e hoje desfruta da alegria de formar em Medicina e Farmácia suas meninas.

Meus olhos de hoje, admiram demais Marina Silva. É com ela que vou nesta eleição.

LACERDA disse...

Olga Benário (alemã), Carmen Miranda (portuguesa), Dorothy Stang (americana), Clarice Lispector (ucraniana), fizeram história no Brasil. Sacrificaram-se pelo nosso país. Carmen e Clarice vieram ainda bebês. Para mim, são tão brasileiras quanto aquelas que aqui nasceram.
Também gosto demais das outras que você citou. Apenas esqueci delas. Por isso, perguntei: quem mais? Haverá também muitas outras anônimas.
Como aquela que você esqueceu: a Dona Lindu.

leila castro disse...

Clarice Lispector e Carmem Miranda vieram bebês, mas sua formação familiar não são tão "abrasileiradas" mesmo!
E também concordo que são demais e que muito contribuiram para nosso país.
A Dona Lindu, está representada por Dona Catarina e Dona Maria Athayde, pois só mudam o nome e o endereço, mas a essência é a mesma.

LACERDA disse...

Leila, você venceu...
Troquei o título da matéria.
Em vez de MULHERES BRASILEIRAS, agora é MULHERES DO BRASIL.