Total de visualizações de página

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

OS FILHOS BASTARDOS DE FHC

Miriam Dutra, jornalista da Globo, trabalhava em Brasília, no início dos anos 90, quando teve um caso com o senador e candidato a presidente Fernando Henrique Cardoso . Engravidou e foi promovida a correspondente internacional na Espanha. Nunca mais voltou.
Somente, agora, que FHC decidiu reconhecer o filho bastardo - Thomas que hoje tem 18 anos – ela está de volta. O filho estuda nos Estados Unidos. Não se sabe se bancado por FHC.
A imprensa calou-se por quase vinte anos. Mas, agora, Cláudio Humberto – aquele jornalista do PC Farias que também se calou – resolveu abrir o bico em relação a outro filho bastardo de FHC. Está lá em sua coluna do Hoje em Dia. Clique aqui .

Príncipe da sociologia brasileira, FHC disse uma vez que tinha um pé na cozinha.
Maria Helena Pereira, a negra cozinheira que o impressionou pela formosura e lhe deu outro filho fora do casamento, continua com o pé na copa. A mãe de Leonardo, o filho mulato de FHC, ainda é a copeira do gabinete 22, do senador Roberto Cavalcanti (PRB-PB).
Trabalha todo dia lá, no período da tarde. Leonardo, agora com 20 anos, também trabalha no Senado. É um modesto carregador.Ruth Cardoso demitiu Maria Helena da casa de FHC, após conhecer Leonardo. Achou o menino muito parecido com seu marido.Com ajuda de FHC, a ex-empregada Maria Helena comprou duas quitinetes e uma loja em Riacho Fundo (DF), que ela aluga. Após a estreia de "Lula, o filho do Brasil", FHC ganhou direito a produzir seu próprio filme: "Todos os filhos do presidente".
O intelectual FHC trata a mãe e o filho pobres de forma absolutamente diferente da mãe e do filho ricos. FHC tem que reconhecer o filho pobre também, dividir com ele a sua fortuna e mandá-lo estudar nos Estados Unicos.

Um comentário:

leila castro disse...

Fernando Henrique, o sociólogo, discursa como intelectual e vive como a "maioria" dos homens brasileiros.

Muitos são os homens, independente de classe social, que joga a paternidade na responsabilidade das mulheres. É tão lindo ver o Pelé comemorando o milésimo gol, levantando a bandeira das criancinhas brasileiras e renegar sua filha, consequencia de uma relação com a doméstica Anísia Machado, por toda uma vida.

FHC é tão estúpido quanto Pelé, ou seja, é homem de pouca responsabilidade como tantos outros de nosso país.

O agravante é que tudo isto vem encapado em embalagem de luxo e enlaçado com as cores de nossa política.

E viva o Romário e Roberto Carlos