Total de visualizações de página

quarta-feira, 28 de maio de 2014

JEJUM DE JESUS

Ou será o jejum de futebol, já que a Record não vai transmitir os jogos da Copa do Mundo?
Os vira-latas contrários a sua realização conquistaram o maior apoio para a sua luta inglória e estúpida: Edir Macedo decretou o jejum para Jesus, quarenta dias de abstenção sem diversão, sem televisão e sem informação.
É verdade. O Dia publica hoje que foi o próprio Edir Macedo quem afirmou em vídeo na conta oficial da Universal no Youtube: "Nós vamos começar o jejum de Jesus, um jejum de informação, de rádio, televisão, distrações e diversões. Enfim, nós estamos propondo que vocês tenham esta experiência com Jesus para que se tornem novas criaturas".
Eu sinto uma certa admiração por Edir Macedo. Pelo seu poder de comunicação, por sua inteligência, por sua esperteza.
Um cara que sofreu bullying quando criança pelo defeito que tem nos dedos. Muitas vezes senti complexo de inferioridade. Me considerava o patinho feio da escola e até da família. Sempre fui motivo de zombaria. Muitos adultos e meninos da minha idade me chamavam de dedinho” – disse ele em seu livro.
Esse patinho feio fundou uma igreja que é, hoje, uma grande multinacional presente em 170 países dos cinco continentes.
Um cara que começou como contínuo e auxiliar de escritório na Loteria da Guanabara, foi católico, passou pelo espiritismo, freqüentou terreiros de macumba, e implantou um império econômico-religioso, merece o meu respeito.
Entretanto, creio que o bispo Macedo pisou na bola ao convocar os seus fiéis a ficar “sem futebol, sem diversão, sem cinema, sem TV”. E sem informação.
No vídeo, Edir Macedo sugere formas curiosas de se realizar o jejum – diz O dia - ele prega o sacrifício midiático e tecnológico durante quarenta dias, período em que, por coincidência ou não, será realizada a Copa do Mundo.
“Nós estaremos fora da Copa por completo. Sem futebol, sem diversão, sem cinema, sem televisão. Você terá direito apenas a assistir a séries sobre Jesus, os milagres de Jesus. Filmes bíblicos que falem de Jesus” – diz Macedo no vídeo.
Prestenção fanáticos: vocês não terão direito a assistir a Copa do Mundo pela TV, nem ouvir pelo rádio. Não terá direito à informação sobre o resultado do jogo do Brasil. E se já pagou uma nota preta pelo ingresso, rasgue-o.
O bispo pisou ou não pisou na bola?

5 comentários:

Eduardo,o imbecil. disse...

Com a queda de Eike(financiador de campanhas que o PT não conseguiu segurar-o mercado pune o trambiqueiro),Edir Macedo é o mais bem sucedido vigarista que o Brasil já produziu.Listado pela Forbes na lista de bilionários nos lembra que otários e seu dinheiro não convivem juntos por muito tempo...

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Afinal de contas o que o bispo Pedir Maiscedo, digo Edir Macedo, estaria pretendendo com isso fazendo um bicote à Copa justo num ano de eleições?

Mostrar força?

Sinalizar a possibilidade de algum afastamento do governo por estar insatisfeito com o espaço que Crivella e outros de sua bancada têm?

Puro marketing religioso para atrair novos seguidores pra IURD já que existe gente contra a realização da Copa?

Pra mim está claro que pelo fato do Mundial ser obra dos governos petistas, ele estaria batendo em algo capaz de ter influência sobre a política.

Levi Bronzeado disse...

Dnando é que se o Brasil perder a Copa, o profeta do império da IURD vai ganhar mais adeptos (e dinheiro) dizendo que foi castigo de JAVÉ. (kkkkkk)

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Eu já acho que a IURD já não está mais em grande crescimento no Brasil como foi em épocas atrás. Muita gente dessa seita neo-pentecostal já se mudou para outras igrejas evangélicas com uma base bíblica mais sólida ou, simplesmente, retornou à vida secular. No entanto, para quem possui um grande envolvimento na política através de seus pastores-deputados, aparentar que tem igrejas cheias é um bom negócio, além de gerar uma fonte de receita pra instituição e os respectivos ministros. Aí como a turma do Macedão já possui até um partido político, o PRB, e ele pretende continuar se inserindo no poder, esse seria um bom momento para se demonstrar força exibindo o número de pessoas que o seguem. Afinal, eles perderam muito espaço dentro do governo. Já tiveram a vice-presidência em 2006, na época do José de Alencar. Mas com a predominância do PMDB e a menor influência no governo Dilma, suponho que Edir Macedo esteja sinalizando algo além do que repercute na esfera do proselitismo religioso. Ou seja, existiria muito mais de política pré-eleitoral nessa manobra.

LACERDA disse...

É verdade... Em política, nada é aquilo quer parece ser.