Total de visualizações de página

sexta-feira, 9 de julho de 2010

DECLARAÇÃO DE BENS

José Serra e Dilma Rousseff declararam ao Tribunal Superior Eleitoral possuirem patrimônio de R$ 1,42 milhão e R$ 1,07 milhão, respectivamente.
A senadora Marina Silva declarou um patrimônio de apenas R$ 149,2 mil. Eu, pobre mortal, tenho um patrimônio bem superior ao dela. E nunca fui vereador, deputado estadual nem senador.
O que ela fez com todo o dinheiro que ganhou em quase oito anos de mandato? Deu para os pobres? Perdeu no jogo? Trocou por dólares e enviou para um paraíso fiscal? Investiu no meio ambiente? Foi assaltada? Jogou fora? Caiu em algum conto do vigário? Gastou em cosméticos da Natura? Se gastou tudo, ela não entende nada de economia e é um mau exemplo para seus filhos.
Em 2007, os senadores passaram a receber mensalmente R$ 16.512,09 - antes eram R$ 12.000,00 - fora outras verbas e benefícios que recebem para exercer o mandato.
Veja quanto custa um senador ou senadora:
- são 15 salários mensais de R$ 16.512,09
- verba indenizatória mensal de R$ 15.000,00
- verba de transporte aéreo mensal R$ 27.855,20
- cota mensal de telefone fixo: R$ 1.000,00
- auxílio-moradia mensal de R$ 3.800,00
- cota de combustível: 260,00 semanais
- despesas odontológicas e psicoterápicas R$ 2.166,58
O Senado paga 13 salários aos senadores e mais uma "ajuda de custo", em fevereiro e dezembro de cada ano, no valor de R$16.512,09.
Além disso, o senador ainda tem direito a:
- verba de R$ 82.000,00 mensais para contratação de pessoal de gabinete, inclusive segurança particular, consultorias, aluguel de escritórios políticos, assinatura de publicações e serviços de TV e internet.
- carro oficial com motorista
- telefone celular com conta ilimitada
- ressarcimento ilimitado de despesas médicas
- ajuda para despesas de Correios e material impresso
Faça os cálculos: um senador recebe anualmente – excluindo a verba de gabinete, a conta do celular e as despesas de Correios - cerca de R$ 859.062,71(quase oitocentos e sessenta mil reais) ou aproximadamente R$ 71.588,50 (mais de setenta mil reais) mensais.
Portanto, a Marina recebeu como senadora, até junho/2010, cerca de R$ 6.500.000,00 (seis milhões e quinhentos mil reais).
E ela declara um patrimônio de apenas R$ 149.264,88. Uma casa em Rio Branco/Acre, no valor de R$ 60.000,00; lotes que somam o valor de 42.481,50 e um saldo bancário de R$ 46.782,88. E não tem carro particular.

5 comentários:

leila castro disse...

Eu não saberia responder como Marina Silva gastou seus proventos de Senadora, afinal, o dinheiro era dela e não NOSSO.

Poderia pensar que tivesse que pagar dízimos altos ao PT, poderia pensar que tivesse ofertado dízimos também a sua congregação religiosa, mas msmo assim, seria o que ela ganhou durante sua vida honesta e portanto pode gastar como quiser.

Ficaria preocupada se ela pouco tivesse trabalhado durante a vida e apresentasse um patrimônio de R$ 1,42 milhão. Se tivesse declarado que guardava em um cofrinho, em espécie quase R$130,00 mil para pequenas despesas, também pensaria que algo estranho estaria acontecendo.

Mas, o que me chama a atenção é que existem pessoas que tem como valor patrimonial outras riquezas.

Nem todos tem como meta o acúmulo de bens e capitais .A Marina , pelo visto não tem essa ' meta cumulativa de bens ' e por certo seu foco está em outras questões.
Querer nos fazer medir a competência de cada um através do que 'acumulou' durante a vida, é dar créditos a todos os que de certa forma exploraram a mão de obra barata do povo brasileiro.

Sabe, se a pessoa tem como valores causas mais justas e não tem como meta o TER, passa a ser sinônimo de incompetência e aqueles que se valem da má-esperteza para acumularem bens, inclusive aqueles que se diziam comunistas e que agora modernamente se denominam somente de esquerda, passam a ser os salvadores da sociedade.

E o argumento de que patrimônio de político deve ser maior do que os dos simples cidadãos, é dizer para eles que devem continuar a roubalheira, pois só assim, os respeitaremos como ESPERTOS E CAPAZES.

LACERDA disse...

Nada disso justifica o fato de alguém ganhar seis milhões e quinhentos mil em sete anos e meio e declarar um patrimônio menor, bem menor, que o desse simples trabalhador que escreve este blog.
Mas, você me lembrou algo que pode justificar esse gasto absurdo: os dízimos.

Paulo Roberto disse...

Não vejo vantagem nenhuma no que ela fez. O lixeiro inglês ganhou R$ 26 milhões na loteria e gastou tudo em oito anos.
Ele disse que "dinheiro é feito para gastar" e que quer voltar a trabalhar como lixeiro.

lila disse...

Sim, e qual a relação entre um e outro?

Ninguém está dizendo que é uma vantagem...

Não é com ela o problema, mas com todos que pensam que juntar dinheiro é o máximo e que representa a competência de alguém.

Gastar ou não seu próprio dinheiro é questão particular, surrupiar, fraudar, locupletar-se seriam nossas questões.

Quanto ao lixeiro (notícia velha), pode ser que tenha encontrado uma maneira de tentar ser mais íntegro exercendo uma função essencial, do que estar vivendo no ócio cercado de sanguessugas...ÊPA!!!!
Lá vem o Serra até na Inglaterra.

LACERDA disse...

Lila,

"Como foi bacana te encontrar de novo, curtindo o blog junto com meu povo, você não sabe como eu acho bom..."
Por favor, não desapareça de novo.