Total de visualizações de página

sábado, 17 de julho de 2010

CUIDADO! MUITA ATENÇÃO.

É preciso que cada um esteja de sobreaviso com a substância denominada monóxido de dihidrogênio. Essa terrível substância mineral causa efeitos devastadores sobre o meio ambiente e estaria prestes a produzir uma catástrofe mundial, extinguindo a vida em todo o planeta.
Essa informação tem procedência confirmada pelo Dr. Vincent Orson Lemon, cientista do Medical Survey Center, de Los Angeles/California, que alerta: “tanto no estado sólido, quanto no líquido, como no gasoso, o monóxido de dihidrogênio é capaz de causar sérias queimaduras na pele, impedir a livre respiração e levar ao óbito por asfixia”.
Essa substância tem sido empregada como solvente industrial, em pesticidas e em usinas nucleares. É o componente de maior presença na chuva ácida e a sua inalação pode provocar danos irreversíveis aos pulmões. Sua ingestão pode causar diarreia. Provoca erosão na superfície terrestre e até oxidação de metais ferrosos.
O índice de contaminação por essa terrível substância é tal que, em certas pessoas e em alguns animais, a presença do monóxido de dihigrogênio pode chegar a até 85% do seu peso. Como se isso não bastasse, ainda há médicos que recomendam a sua ingestão diária, inclusive por crianças. O que faz aumentar a atividade renal.
Apesar de todos esses perigos, o monóxido de dihidrogênio vem sendo usado de forma intensa e indiscriminada em todo o mundo, ocasionando sérios riscos à sobrevivência e ao futuro da humanidade.
O pior de tudo é o emprego da substância na fabricação de cervejas e refrigerantes largamente consumidos sem que o governo tome qualquer providência contra os fabricantes. A ANVISA e o Ministério da Saúde têm consciência disso mas não fazem qualquer alerta aos consumidores.
Portanto, divulgue essa informação. É importante.
Isto já foi confirmado aqui em Mangaratiba. Diversos pacientes já foram internados no Hospital Vitor Breves com o mesmo sintoma: asfixia por monóxido de dihidrogênio.
Essa mensagem é absolutamente verdadeira. Não é como aquela sobre o fim do 13º salário.
DIVULGUEM.

5 comentários:

leila castro disse...

Orson Welles em "A Guerra dos mundos"....

Lacerda em " O embuste das fórmulas"....

LACERDA disse...

Ué! Nossos amigos não assustam com a mentira do fim do 13º salário...
Por que não posso apavorar com uma verdade absoluta?
Só há uma diferença: eu sei o que estou dizendo.

Anônimo disse...

Lacerda, pesquisando encontrei o seguinte sobre o Monóxido de dihidrogênio


Água é uma molécula formada de dois átomos de hidrogênios e um átomo de oxigênio.O embuste do monóxido de dihidrogênio (em inglês dihydrogen monoxide hoax) consiste em chamar a água por um nome pouco familiar, listar efeitos negativos dela e solicitar às pessoas que ajudem no controle de uma substância aparentemente perigosa. O hoax tem por objetivo ilustrar como a falta de conhecimento científico e uma análise exagerada pode conduzir a temores injustificados.[1] O monóxido de dihidrogênio, abreviado para "DHMO" (pela sua sigla em inglês), é um nome para água que é consistente com sua nomenclatura química, mas que é raramente usado.

Uma versão popular do hoax foi criada por Eric Lechner, Lars Norpchen and Matthew Kaufman, colegas de quarto enquanto estudavam em UC Santa Cruz em 1990,[2] revisto por Craig Jackson em 1994,[3] e trazido à atenção do grande público em 1997 quando Nathan Zohner, um estudente de 14 anos de idade, fez um abaixo-assinado para banir o "DHMO" no contexto de seu projeto de ciência, entitulado "How Gullible Are We?"[4] (Quão influenciáveis somos nós?)

"Monóxido de dihidrogênio" pode soar perigoso para aqueles com um conhecimento limitado de química ou que adotam um ideal de vida "sem químicos" (Quemofobia).[4] O único uso familiar do termo "monóxido" se refere ao gás altamente tóxico monóxido de carbono e ao envenenamento por monóxido de carbono.


A primeira aparição na web foi atribuída pela Pittsburgh Post-Gazette à assim chamada Coalition to Ban Dihydrogen Monoxide (coalizão para banir o monóxido de dihidrogênio),uma organização falsa criada por a Craig Jackson seguindo discussões iniciais em newsgroup. O site incluía o seguinte alerta:

Monóxido de dihidrogênio:

é chamado "ácido hidroxílico", a substância é o principal componente da chuva ácida.
contribui para o "Efeito estufa".
pode causar queimaduras severas.
contribui para a erosão da paisagem natural.
acelera a corrosão e oxidação de muitos metais.
pode causar falhas elétricas e reduzir a eficácia de freios automotores.
foi encontrada em tumores retirados de pacientes terminais de câncer.
Apesar do perigo, o monóxido de dihidrogênio é frequentemente usado:
como um solvente e refrigerante industrial.
em usinas nucleares.
na produção de isopor.
como um extintor de fogo.
em divervas formas de pesquisa cruel com animais.
em cominação com pesticidas. Mesmo após enxágue, a contaminação por este composto permanece.
como aditivo em certas "junk-foods" e outros produtos alimentares.


Ver texto original

en.wikipedia.org/wiki/Dihydrogen_monoxide_hoax

leila castro disse...

Êta Lelê!

LACERDA disse...

Sem comentários,