Total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

SETE

Hoje, dia 27 de fevereiro, como o Ouvidor Júlio César me prometeu, obtive o documento da Prefeitura que corrige o número da minha casa. Agora, ela tem o número sete. O místico número sete. 
Como os dias da semana, os metais, as notas musicais, as sete virtudes, os sete pecados capitais, os sete sacramentos, os sete mares, as sete léguas da bota, as sete colinas de Roma, o terceiro filho de Adão e Eva, os sete pães que Jesus multiplicou, os sete demônios que Ele expulsou do corpo de Maria Madalena, as sete pragas do Egito, as sete pessoas que se salvaram na arca de Noé, as sete bestas do apocalipse, as sete letras do Menorah, o candelabro judaico de sete braços que representam a luz, a justiça, a paz, a verdade, a bevolência, o amor fraterno e a harmonia, os sete céus judaicos, os sete céus islâmicos, as sete letras da umbanda com suas sete falanges, sete encruzilhadas, sete flechas, sete raças, sete porteiras, a estrela de sete pontas e suas sete Linhas (de Oxalá, de Iemanjá, de Xangô, de Ogum, de Oxóssi, de Cosme e Damião e dos Pretos Velhos), as sete maravilhas do mundo, as sete artes, os sete anões, as sete vidas do gato, o sete que a gente pintava quando criança, as sete cores do arco-íris, os sete sábios da Grécia Antiga, os sete dias de cada fase da lua, as sete chaves com que guardamos um segredo, as sete letras com que se escrevem todos os algarismos romanos, os sete jurados do tribunal, as sete vezes que eu votei no Lula, os sete membros que vão compor a Comissão da Verdade, as sete letras do meu nome, os setes do meu e-mail, os sete palmos de terra para onde vamos.
Enfim, o sete que sempre teve um importante significado na minha vida.
Esse misticismo em torno do sete é algo inexplicável, é um bicho-de-sete-cabeças.

2 comentários:

leila castro disse...

Gostei do teu sete!

LACERDA disse...

Eu mais ainda. Foi difícil, mas consegui.
Nada se consegue sem luta.