Total de visualizações de página

terça-feira, 15 de novembro de 2011

ANTES GAGO DO QUE MUDO

Fala-se atualmente em fenômenos e números quânticos, empresa quântica, levitação quântica, psicologia quântica, vácuo quântico que é o tecido do próprio Universo, onde partículas virtuais saltam continuamente entre a existência e a inexistência.
Penso que os blogs poderiam ser considerados assim como partículas subatômicas virtuais na imensidão do ciberespaço. Este universo infinito e em constante expansão difundindo informação e cultura. Cultura quântica, por que não?
Se você nada entende de física quântica nem faz ideia do que possa ser a cultura quântica, não se preocupe, ninguém sabe. Nem eu que estou criando este tipo de cultura imaginária somente para falar sobre blogs.
A cultura, como alguns partidários do cartesianismo a veem, é linear, quadrada, burocrática, erudita. Uma criação humana útil, porém, limitada.
A cultura quântica eu imagino que é curva, natural, flexível, ilimitada, e consistiria de padrões de energia dinâmica. A energia quântica que se move 27 vezes mais rápido que a luz. A própria energia do pensamento. Energia tão imprevisível e incontrolável que torna a cultura capaz de evoluir em qualquer direção, pra cima e pra baixo, pra dentro e pra fora.
Para a cultura clássica, algo é cultura ou não é.
Na minha fantasia quântica cultural, absolutamente tudo é cultura em permanente expansão. Todos os indivíduos e grupos são agentes e sujeitos culturais que estão mais comprometidos em descobrir, investigar, experimentar, criar, imaginar, do que com o saber. Sabem que mais importante do que ser erudito é saber onde se pode conseguir a erudição. Mais importante que o conhecimento é a imaginação, já dizia Einstein.
Nosso humilde blog, por exemplo, sem qualquer compromisso com a informação e a cultura – e ainda que gaguejando – expandiu a cultura blogueira no microcosmo que é Mangaratiba.
Este sarcástico e polêmico blog provocou o despontar de diversos blogs nos distritos de nosso município. Aqui, eu dei boas vindas a todos que conheci e coloquei links para alguns, assim como muitos colocaram um link para nós. Sempre mantenho um relacionamento amigável e permanente com alguns que me fazem pensar, raciocinar, me proporcionam cultura, informação e satisfação na leitura. Como eu tento fazer aqui.
Porém, alguns presunçosos, embora contando com uma equipe de apoio formada por poetas, escritores, pintores, professores, sociólogos, filósofos, compositores, jornalistas, doutores, são blogs carentes de cultura como ESTE – restrito a fotos, notas sociais, notícias locais e afagos a políticos com um contador de visitas absolutamente cascateiro – ou ESTE - que ficou mudo entre outubro/10 e maio/11, permanecendo mudo desde então e que possui um contador de visitas ainda mais cascateiro.
Quando o contador não é do próprio Blogger, qualquer um pode começar a contagem a partir da quantidade que quiser. E você sabe que a contagem atual é mentirosa pela ausência quase absoluta de comentários.
Voltei hoje ao tema porque ainda não me recuperei do ultraje sofrido. Disseram que o meu blog do eu sozinho – coitado - gagueja.
Antes gago do que mudo.

N.L.: Alô! Humberto. O Pedrinho disse que vai agir a meu favor e tentar corrigir o número da minha casa. Como um pai amoroso e responsável que és atende ao teu filho, please.

3 comentários:

leila castro disse...

Lacerda, meu filósofo quântico, como gostei deste teu devaneio, como me senti próxima de ti.

Entrou em meu universo acadêmico e deu um banho de cultura quântica. Amei!

Além de toda definição da cultura que acabaste de criar... podemos acrescentar o mistério e a própria indefinição comportamental do microuniverso blogueiro que atinge em cheio o macrouniverso da cultura erudita (arc) que não consegue visualizar, ou entender as partículas ou centelhas energéticas que emanam e interferem em suas teorias.

Como disse Einstein, muito P... da vida, Deus não joga dados, pois para ele naquele momento era muito difícil entender os átomos de Urânio, que ora explodiam, ora não...tudo sem a menor condição de previsão. E assim, acontece na cultura quântica, fruto de seu devaneio. Inexplicável para muitos, pois não conseguem visualizar este novo conceito.

Então, de agora em diante, tu serás o quark e eu pretendo ser o elétron. Pode ser? Desta forma não estarás sozinho...

Só não entendi uma coisa...Também és um gaguejante?

E de onde cavou aqueles blogs sinistros, mortos e amorfos? Ah! Que estupidez....no microuniverso combatido pelos eruditos, que sem talento em nossa cultura quântica, são justamente aqueles átomos de urânio que não explodem...corroborando a teoria da física Quântica e da cultura quântica.


Alô Humberto, e aí? Vai colaborar com o poeta quântico? Quando sai a correção do nr da casa dele?

LACERDA disse...

Sou um quark em estado livre. Ou, talvez, um antiquark. Quem sabe sou um lépton que também pode ser um elétron.
Na verdade, não sei o quê ou quem sou. Nem sei pra onde vou.
Sei o que não sou: poeta, escritor, filósofo, sociólogo, professor, doutor...
Sei apenas que sou livre para ser. Não preciso agradar a ninguém para sobreviver e existir.
Sou como este meu blog e o seu.
Sou apenas eu.

leila castro disse...

Lacerda,

visitei as páginas que estão indicadas no texto e não tenho nenhum comentário a fazer...até mesmo por não ter NADA para comentar.

Realmente o contador de visitas é daqueles que se baseiam em estimativas do dono do blog para iniciar a contagem das visitas...

Parece que é costume ...propaganda enganosa..para eles mesmos!

Aproveito para te pedir um favor... preciso de um modelo de estatueta para o prêmio Peixe Podre com Banana, edição 2011. Tenho outras categorias para premiar e ainda me falta a medalha ou estatueta para envio.

Bom, também fiquei apreensiva quanto a sua recusa em ser o filósofo, professor, poeta ou doutor da cultura quântica local. Afinal, daqui a pouco se apoderam dos títulos e a história mangaratibense será maquiada mais uma vez.

Preciso também pensar na Academia Mangaratibense de blogs... e a sua cadeira é a de nr 1, cujo patrono será Julian Assange, mas sem as insinuações que o liguem ao motivo de extradição para a Suécia.