Total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de maio de 2013

BENEFÍCIOS DO BOLSA FAMÍLIA

Gente que vive a escrever asneiras e a repercutir preconceitos contra o Bolsa Família prova que possuir um QI acima da média encontrada no Facebook não é algo passível de se orgulhar.
Tudo bem que tenham a sua opinião. Porém, é preciso ter argumentos para sustentá-la. Mas, não, apenas reproduzem memes nefastos preparados pelos ex-torturadores saudosos da ditadura e temerosos com as investigações da Comissão da Verdade que ainda sonham voltar ao poder.

São inocentes úteis ignorantes, antipáticos aos programas sociais e descrentes de seus benefícios. Sempre viveram bem, não sabem o que é a fome e defendem a continuação da miséria no país. Ou, talvez, queiram acabar com ela massacrando cruelmente os miseráveis.
Porque um reduzido percentual de safados foram cadastrados para receber o auxílio ou porque outros tantos preferem viver com aquela merreca sem trabalhar, os desumanos preconceituosos – tão safados quanto aqueles - não consideram um percentual muito maior que voluntariamente deixa de receber o auxílio assim que atinge um novo patamar de renda mensal.
Sei que vão duvidar das notícias publicadas esta semana sobre os benefícios do Bolsa Família apenas porque o Globo e a Veja não publicaram. Para eles, não é verdade o que não é publicado pela comissão de frente da imprensa que forma um público tão vil quanto ela mesma.
Mas, vamos lá:
1 - Estudantes que recebem Bolsa Família têm aprovação maior que alunos comuns
Conclusão é do cruzamento de dados do último Censo Escolar, de 2011, com números do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.
Os alunos do Norte e Nordeste que são beneficiários do programa Bolsa Família passam mais de ano do que o resto dos estudantes brasileiros no ensino médio, de acordo com dados divulgados pela ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello. No Norte e Nordeste, a taxa de aprovação é, respectivamente, 82,3% e 82,7%. Enquanto que no restante do Brasil o número é de 75,2%.
2 - Abandono escolar é menor entre crianças e jovens que recebem Bolsa Família
Pela primeira vez, MEC cruza dados dos beneficiados do programa com os do Censo Escolar de 2008
Brasília - Crianças e jovens de famílias que recebem dinheiro do Bolsa Família têm taxas de evasão menores do que a de alunos que não participam do programa. A conclusão é de um estudo do Ministério da Educação que cruzou as informações dos beneficiários com dados do Censo Escolar de 2008.
Enquanto a taxa média de abandono escolar para alunos do ensino fundamental naquele ano foi de 4,8%, entre os participantes do programa registrou-se um índice de 3,6%. Entre os alunos do ensino médio a diferença é maior: 14,3% no total contra 7,2% entre os que recebem a bolsa.
3 - Pesquisa revela: Bolsa Família teve impacto na queda da mortalidade infantil
Brasília – Uma pesquisa feita para avaliar os impactos do Programa Bolsa Família nas taxas de mortalidade infantil mostra redução de 17% na mortalidade de crianças menores de 5 anos, entre 2004 e 2009. A pesquisa foi feita com dados de cerca de 50% dos municípios brasileiros e revela que o programa contribuiu, principalmente, para a redução dos óbitos em decorrência da desnutrição. A pesquisa registra que o Programa Saúde da Família também contribuiu para a queda dos números.
Os dados apontam que a condicionalidade do Bolsa Família de determinar que as crianças estejam com o cartão de vacinação em dia foi um ponto importante, já que aumentou a cobertura de imunização contra doenças como sarampo e pólio. O aumento da renda das famílias beneficiadas, que ampliaram o acesso a alimentos e bens relacionados à saúde, também é citado. Esses fatores foram destacados pela ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello.
Aos inocentes úteis peço que vão se informar sobre o tema antes de demonstrar todo o seu ódio irracional contra os mais carentes e necessitados. E que apresentem argumentos convincentes para tal.
Sei que, talvez, a sua prodigiosa pobreza intelectual pode torná-los irredutíveis em sua crença preconceituosa. Mas, eu fiz a minha parte.

13 comentários:

Anônimo disse...

"Pobreza intelectual" que,também, poderia ser denominada: "analfabetismo político","pseudo- intelectualismo","prepotência","arro-gância","individualismo imbecil",
"cultura inútil" etc etc e tal.

Leila Castro disse...

Sabe, o que importa mesmo é que o bolsa família atende a população que vive em estado de miséria e pode, se quiser, vislumbrar um dia à dia melhor para os seus, com expectativa de amparo social e oportunidade para os filhos, que jamais poderiam um dia sonhar se dependesse destes "incríveis" pensadores que são contra o benefício.

Anônimo disse...

Concordo plenamente com você,Leila.

LACERDA disse...

É isso aí!

Anônimo disse...

Pergunta que não quer calar: se o Governo de sua querida Dilma e seu querido Lula tirou tantas pessoas da miséria, porque então tamanha confusão por causa de um boato sobre o fim do Bolsa-Família ? Se não estão mais na miséria, não precisam mais do benefício não concordam ?

LACERDA disse...

É somente este o seu argumento contra o Bolsa-Família?
Então, você confirma o que eu escrevi ao final da postagem: sua prodigiosa pobreza intelectual tornou-o irredutível em sua crença preconceituosa.

Anônimo disse...

Se você nunca passou fome, ouça o que diz a Marina Silva neste vídeo:
http://www.youtube.com/watch?v=BMhz4wnUVDs&feature=player_embedded#!

Anônimo disse...

Apoiado,Lacerda!

Anônimo disse...

É ótimo isso: ser xingado de preconceituoso e pobre intelectualmente por quem defende Lula, Dilma, Hugo Chávez e Nicolas Maduro melhora o dia de qualquer um...

LACERDA disse...

Amigo, eu não tenho nada a ver com Hugo Chaves nem com Nicolas Maduro. Você está imaginando coisas.
Quando defendo o Lula e a Dilma, eu apresento argumentos.
Por favor, apresente os seus contra o programa social dos governos brasileiro e alemão. Quem sabe, você me convence, heim!

Anônimo disse...

Minha vó saca o bosa familia e eu queimo tudo com pó e erva !

LACERDA disse...

Cara,

Vai procurar sua turma de nóias. Esse teu estúpido comentário seria muito bem recebido, apoiado, aplaudido, curtido e compartilhado no FACEBOOK.
Aqui, ficará exposto apenas para mostrar o talento de gente nefasta como você. Para provar que tenho razão quando escrevo sobre os viciados e, também, para mostrar que não retiro comentários nem mesmo quando ele vem eivado de tanta estupidez.

andre quimico disse...

Mandou muito bem no texto, Lacerda. Parabéns pelo Blog que acabo de conhecer. Irei acompanhar assiduamente.