Total de visualizações de página

sábado, 30 de julho de 2011

A SEGURANÇA E SEU CONSELHO COMUNITÁRIO

Li no site da Prefeitura:
“Foi realizada terça-feira, dia 26, mais uma edição do Café Comunitário do Conselho de Segurança de Mangaratiba. O objetivo desses encontros é debater o assunto segurança entre autoridades e população. Estiveram presentes a delegada da 165º DP de Mangaratiba, Valéria de Castro, os secretários de Segurança, Otávio Seiler, e de Educação, Vânia Nunes; o presidente do Conselho de Segurança, Dimas Lindo, representantes da Capitania dos Portos, Polícia Militar, Conselho Tutelar, Defensoria Pública e associações de moradores.”
Se foi mais uma, significa que não foi a primeira. Quantas e onde foram realizadas, eu não sei. Não tomei conhecimento de nenhuma informação antes ou após as reuniões. Parece até que não querem a presença do povo nesses eventos.
No relato da Prefeitura, soube que foram abordados os seguintes temas: as invasões e o crescimento da cidade, a iluminação pública, o ordenamento de embarcações espalhadas pelas praias da cidade, o consumo de bebidas alcoólicas e drogas por menores de idade e o abuso sexual.
O secretário Otávio Seiler ressaltou os investimentos da prefeitura na área: “Acabamos de receber mais oito viaturas que vão nos ajudar muito a patrulhar a cidade. Estamos investindo também em capacitação e na nova sede da guarda, para que o serviço prestado à população seja o melhor possível”.
Dimas Lindo fez coro às palavras do secretário: “Já estamos vendo os resultados aparecerem, mas a população tem que participar mais, é aqui que podemos expor os problemas da cidade para que as autoridades possam tomar medidas para resolvê-los”.
A secretária de educação disse que o crescimento do município está refletindo diretamente na comunidade escolar. “Mangaratiba está absorvendo problemas que vêm de fora. Muita gente está vindo morar aqui e são famílias desestruturadas social e economicamente, e o resultado disso culmina na escola. O grande número de adolescentes embriagados nas festas da cidade também é um caso sério. Tem que haver uma maior consciência por parte dos comerciantes da cidade, porque a polícia e o Conselho Tutelar não podem estar em todos os locais ao mesmo tempo”.
Para a delegada Valéria de Castro, esses encontros são importantes porque “Muita coisa que acontece no município nós ficamos sabendo aqui e a partir disso planejamos nossas estratégias de ação. Queria lembrar que a polícia sozinha não consegue resolver todos os problemas e é por isso que precisamos da população do nosso lado, identificando e denunciando”.
Incrível, a polícia somente sabe das coisas nas reuniões do Conselho Comunitário de Segurança. O Dimas Lindo diz que já estamos vendo resultados e que a população tem que participar mais. Que resultados e como participar se a população não é informada sobre local e hora das reuniões?
Se a delegada e o presidente do Conselho dessem uma espiada no Orkut “Mangaratiba sem prefeito” – uma comunidade plena de insensatez cuja maioria é composta de “fakes” esquizofrênicos e bisonhos sem qualquer senso de ridículo, mas frequentada também por algumas poucas pessoas sadias – veriam o que disse Quirino Souza:
“Em Muriqui já ocorrem assaltos com característica profissional como na festa junina numa residência próxima à Praça dos Evangélicos em que todos os participantes foram roubados.
O maior problema em Muriqui são os ladrãozinhos de plantão super-reconhecidos como o neto da comerciante dona de bar na praia, o filho do açougueiro e o filho do fiscal de obras. Não cito os nomes para evitar constrangimentos para os familiares, pois sou amigo de um destes pais e reconheço que o mesmo sofre por não ter forças nem apoio para enfrentar o problema com a guerra de tóxico em que seu filho se envolveu.
Quase diariamente, uma casa é arrombada por esses garotos que, entre as 16 e 17 horas, vão pela linha do trem, pelo pontilhão, comprar tóxico em um ponto de venda próxima à linha férrea na Pedreira e, após o consumo da droga, ameaçam e assaltam mulheres, velhos e crianças que precisam passar nas imediações do pontilhão. Isso ocorre todos os dias, sem exceção, e, como não há repressão, já partiram para roubar o comércio; como, por exemplo, o bar do Jorge, o açougue e o quiosque do Marquinhos na Praça dos Skates.
Próximo à pousada das Andorinhas, os assaltos a idosos são diários. Todo mundo conhece esses fatos e nada acontece. Roubaram até o carro do filho de um segurança do prefeito.
Os locais de venda de tóxicos, como Poção, Poço da Sereia, Pedreira, escadão do morro da Encrenca e orla são conhecidos há mais de dois anos.
Se houver interesse da PM, será muito fácil solucionar 80% dos problemas, pois os assaltantes, vendedores e pontos de venda são todos conhecidos.”
Já o Pimenta disse o seguinte: “Domingo passado, Mangaratiba foi tomada por um arrastão que se extendeu por vários pontos da cidade. Na praia da Ribeira, por exemplo, invadiram uma residência e levaram vários pertences. Prá completar, roubaram a moto de um morador.”
Tem mais. O Hebert Fronape diz que: “Um dos meliantes chamado Charlinho foi preso pela PM. Sua avó pagou a fiança de R$ 1.500,00 e ele foi solto. Hoje pela manhã, ele passou com um aparelho de DVD desembrulhado e logo a seguir passou o filho do açougueiro ali em frente ao bar do Edinho. Estes caras estão infernizando Muriqui, compram drogas à vontade próximo à Pedreira.”
Agora, falo eu. E a delegada não sabe de nada? Não conhece os locais dos pontos de venda de tóxico? Nem seus comandados conhecem? Não sabe quantas já aprontou esse tipo nefasto que é o Charlinho? E quantas vezes já foi preso e solto pela avó? Creio que ele já tem mais de 18 anos, senão por que não o internam no Instituto Padre Severino? Vai sair de lá pior do que é? Pelo menos, Muriqui terá uma temporada livre deste elemento nocivo.
Ora! Dra. Valéria, por favor, assuma a sua responsabilidade com determinação e ponha a polícia pra trabalhar.
Dr. Otávio, a Guarda Municipal com as novas viaturas e seus mais de trezentos agentes vai atuar na prevenção dos delitos ou vai apenas proteger o patrimônio municipal e atuar no trânsito? O governo passado afirmava erroneamente que segurança é responsabilidade exclusiva das polícias civil e militar. O maior patrimônio municipal é a tranquilidade de seus habitantes.
E você, Dimas Lindo, quando vai promover com antecedência as reuniões do Conselho para que a gente possa participar?

2 comentários:

leila castro disse...

Lacerda,

Você já citou quase tudo que poderíamos comentar, e só quero acrescentar que enquanto estas reuniões servirem só para propaganda, não haverá solução para este e outros problemas.

Enquanto os conselhos forem compostos por pessoas envolvidas com o governo, nunca será atuante, pois se transformam em ferramentas para barganhas.

Isto é cansativo e tão indigno...

Tudo balela, tudo não passa de cara murcha maquiada com base grossa, para tapar as imperfeições da carinha velha que já conhecemos.

Anônimo disse...

amigo lacerda no mesmo dia em que o LADRAO CHARLINHO que todo mundo conchece foi solto na mesma noite voltou a roubar junto com o filho do AÇOUGUEIRO todo mundo ja conchece,quando prenderam ele a alem de estar na casa roubando aind estava com maconha e muito mais,a equipe do SGT ITALO,agarrou ele mais a Dra VALERIA delegado liberou,agora o que vamos fazer ficar de braços cruzados e SO.