Total de visualizações de página

domingo, 20 de junho de 2010

HUMILHAÇÃO

Não! Marina Silva não merecia isso. Por que fazem isso com ela? Só porque ela é feia (eu não acho, heim!) como disse a Rita Lee? Porque tem cara de mulher submissa que apanha do marido (como eu disse e repito) ou porque tem cara de componente da Velha Guarda da Portela (como disse um anônimo)?
De fato, convenhamos, ela não tem cara de presidente da república nem de liderança feminina mundial como têm a Cristina Kirschner, a Michelle Bachelet, a Ângela Merkel, a Margareth Thatcher.
Mas, não é por isso que ela merece a humilhação dessa foto aí em cima.
O PV já tinha humilhado a Marina cobrindo o seu nome nas faixas do evento de lançamento da pré-candidatura do Gabeira. Agora, na convenção do partido, humilhação maior: aquele que foi torturado e, depois, foi lamber os coturnos dos torturadores, discursou entre as fotografias da Marina e do Serra. Fotografias sem o nome dos fotografados. O Serra não precisava do nome, é conhecidíssimo, mas, a Marina...
Com humildade – esse sentimento vindo de quem come carne todo dia e não precisa de ajuda oficial me dá ânsias de vômito porque é falso – humildemente, repito, respondendo a um repórter que lhe perguntou o que achava das fotos, ela disse: “Em vez de olhar o que divide, eu olho o que une que é o Gabeira.”
Gostaria de saber como se pode unir dois candidatos ao mesmo cargo majoritário em que somente um pode seguir em frente. Gabeira está, sim, dividindo o partido e o seu eleitorado, visando atingir exclusivamente o seu próprio objetivo. E sempre que puder – quem viver verá - ele vai apoiar também a Dilma. Ou fará como sempre diz qualquer candidato a vereador em campanha: vote em mim e em quem quiser para prefeito.
O PV não é um partido sério? Por que aceita essa falsidade ideológica? Essa tamanha impostura. Como um partido pode ter dois candidatos a presidente?
Já o Serra disse o seguinte na convenção: “Não vou convencer a Marina, mas vou dizer: sou ambientalista” e garantiu que não enfrentará nenhuma saia justa ao dividir o palanque do Rio de Janeiro com a pseudo-candidata do PV.
O que o vampiro insinuou é que a Marina tem somente um discurso e que, ela sim, terá que vestir uma tremenda saia justa.
Coitada da Marina. Poderia continuar senadora ou eleger-se governadora. Coitada, não. Bem feito pela traição aos seus conterrâneos, ao meio ambiente, a mim e a todos os brasileiros que a admiram. O povo do Acre perderá aquela que poderia ser uma grande governadora ou perderemos todos uma grande senadora para continuar lutando pelo meio ambiente.
Seu destino, infelizmente, será o ostracismo político. Você duvida?

11 comentários:

leila castro disse...

Eu duvido!

Uma coisa é o PV, outra é o Gabeira, e a única coisa que importa é a grande polêmica que isto causa.

Veja, se Marina não é conhecida, passou a ser mais um poouquinho, pela incompustura do Gabeira e da resposta do Serra.

Se o PV não é sério, me diga o que é o partido do Vice, daquela que supostamente não trai seus ideais de mocidade e de início de sua trajetória política e partidária.
Leonel Brizola bem sabia...
Como se posiciona o partido do Vice dela, lá por São Paulo?
E por aqui?
E que homem é este que se fez Vice?

Marina não é humilde, só aparenta um estereótipo de humildade, tão fácil de encontrar por este Brasil.
Eu vejo ética e decência, onde se vê aparência de submissão, humildade e feiura.

Como adoro as composições da Velha Guarda das escolas de samba, sinto que ela ter esta aparência, é um elogio a mais em seu currículo.

Como já disse, Marina Silva, a com povo.

Eloi Peterson Willians de Almeida disse...

Parabens:
Excelente esta seu comentario no que tange orientar o eleitor do Estado do Rio de Janeiro,infelizmente nós estamos sem candidado para o Governo do Estado, visto que, os que até agora se apresentaram, nao satisfazem o anseio da População do nosso Estado. Chega de conversas,chega de mentiras, chega de falsas promessas durante a Campanha Eleitoral. Tomara que apareça um bom Candidato de um Partido Nanico para que possamos votar nele

leila castro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
leila castro disse...

Lacerda,

a resposta da Marina é um pouquinho melhor do que o trecho que você postou:

"Eu, em vez de olhar o que divide, vou olhar o que está unindo o Gabeira. Não é a primeira vez que isso ocorre", disse Marina citando a eleição de Jorge Vianna ao governo do Acre, em 1998, quando ele recebeu apoio dos então presidenciáveis Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso."

20 de junho de 2010 14:36

LACERDA disse...

Leila,

Esta declaração - “Em vez de olhar o que divide, eu olho o que une que é o Gabeira.” - eu copiei literalmente de O Globo de ontem, não inventei.
Desculpe, não fique nervosa, mas "incompostura" pegou mal, muito mal.
O PMDB já me cansou de provar que não é um partido sério. Mas, o PV superou a falta de seriedade com dois candidatos a presidente. Nunca vi isso antes. Você já viu? Pelo seu segundo comentário, vejo que a Marina é useira e vezeira em ser passada para trás.

leila castro disse...

Lacerda,

Perdão! Saiu o vício... de tanto implicar com minha mãe que falava "Rusário", "Rusária", "Pustura" e outras pequenas e doces maneiras de falar algumas palavras, que já estou me transformando nela nos teclados.

Isto se você estiver citando a ortografia errada. Se foi pela palvra mesmo (incompostura), te digo que tu zapeas, tu orkutas, tu incrementas também a linguagem viva que é o português. E quando não encontro uma palavra para o que quero expressar, eu as importo de outros idiomas.

Também fui pesquisar no G1 e a frase é a que postei.
Sua frase:
“Em vez de olhar o que divide, eu olho o que une que é o Gabeira.”

Veja a diferença:

"Eu, em vez de olhar o que divide, vou olhar o que está unindo O Gabeira."

Não entendi o useira e vezeira... ela não foi candidata a governo do Acre, quando Lula (PT) e FHC (PSDB) estavam unidos para eleger o Jorge Vianna

E se você perceber a sutileza da Marina com a frase correta, vai notar que ela transforma o que poderia ser "humilhação" em não ser apoiada, em superioridade. Assim, ela afirma que Serra e ela é que dão o apoio ao Gabeira.

LACERDA disse...

As frases, de fato, levam a entendimentos distintos. Fico sem saber qual a declaração correta.
Quanto ao useira e vezeira, pensei que a candidatura dela - que você, agora, diz que não existiu - tivesse sido preterida.
Entretanto, o caso da eleição do Acre, em 1998, foi diferente. Foram dois partidos com candidatos a presidente apoiando um - apenas um - candidato a governador. E, agora, temos um candidato a governador apoiando dois candidatos a presidente. Talvez três. Nunca vi isso antes. E você?

leila castro disse...

Claro que nunca vi isto antes.
Novidades do oportunismo...

Só quero lembrar que eu não sou PV, estou Marina Silva.

leila castro disse...

Êpa!

Que jogo de palavras e eu caí....

"Foram dois partidos com candidatos a presidente apoiando um - apenas um - candidato a governador. E, agora, temos um candidato a governador apoiando dois candidatos a presidente."

E agora?

Continua sendo dois partidos com candidatos a presidente, apoiando um candidato a governador.

Marcia Maralhas... Superando... disse...

Caraca... quando leio o que vcs postam me descubro mais burra ainda... Bem é melhor que eu mesmo me classifique a ter que esperar que o Dunga o faça baixinho... rsrsrsrs brincadeirinha, Lacerda, só para descontrair!

LACERDA disse...

Leila,

É, não dá pra manipular a mente de pessoas espertas e inteligentes como você. Só mesmo por alguns intantes.
Porém, a propaganda política poderá provar que este caso é diferente daquele do Acre