Total de visualizações de página

sábado, 24 de abril de 2010

ZENI, FESTEIRA DE MURIQUI

Ela veio de Nilópolis. Tem história na Beija-Flor. Sempre foi festeira, desde os remotos tempos em que o 13 era um quiosque frequentável e o Maurício lá cantava.
Ali, naquele tempo, tudo era motivo de comemoração: aniversários, datas festivas, o carnaval, o Natal. Ela sempre à frente apoiando e ornamentando o local. Depois, tornou-se a promoteur da casa - localizada na Av. Beira Mar - hoje, denominada Maurício´s Bar em homenagem ao cantor que foi para lá se apresentar.
Transformou o local no melhor restaurante de Muriqui, sempre com a boa MPB ao vivo. Nada de “Chupa que é de uva”, “Beber cair e levantar” nem “Eu sou o gostosão daqui”. O único senão fica por conta da turba cretina que se reúne, ali perto, com seus carros de mala aberta tocando a pornofonia sonora do “funk”. Não sei porque a polícia não tem competência para acabar com aquilo.
Bem estruturado, o Restaurante Maurício´s Bar tem a melhor peixada da região, mas eu prefiro o espaguete ou talharim com frutos do mar.
Mas eu quero falar é da minha amiga Zeni que todo ano me dá uma camisa oficial da Beija-Flor. Ontem, dia de São Jorge, ela – que não é católica nem espírita – realizou uma grande festa comemorativa.
Mesmo com a chuva, conseguiu reunir mais de quinhentas pessoas para festejar o santo guerreiro. Aliás, a chuva ajudou espantando os carros de som e a cretinice dos funkeiros.
Zeni ornamentou o restaurante para a festa. As mesas intercaladas com toalhas de cambraia vermelhas ou brancas. Flores vermelhas ou brancas sobre as mesas. Distribuiu sorrisos para todos os presentes. Montou uma grande mesa com imenso bolo salgado, salgadinhos diversos, doces e frutas variadas. Pratos de louça, talheres de metal e copos de vidro. Tudo no mais fino figurino.
A boa música eletrônica ou ao vivo com o Maurício que fez a alegria da festa e emocionou o público com três audições de "Jorge da Capadócia". À meia-noite, durante dez minutos, uma cascata de fogos de artifício no calçadão e a explosão de foguetes no céu.
O evento foi até três horas da manhã com a casa cheia e todos sairam satisfeitos, levando para suas casas uma alegria contagiante, além de salgadinhos, doces, frutas e flores.
Os felizes clientes pagaram somente pela bebida que consumiram. E quem mais ficou feliz foi ela própria com o sucesso de mais uma festa. A alegria que proporcionou a todos e a satisfação que sentiu pelo dever cumprido foi a sua grande recompensa.
Dever? Sim, Zeni não é uma comerciante como os outros que somente visam o lucro. Ela se sente no dever de dar prazer, contentamento, àqueles que frequentam o Maurício´s Bar.
Zeni quer, principalmente, derramar felicidade em Muriqui.

5 comentários:

Anônimo disse...

Ela é DEZ! Nota DEZ!

Marcos Silva disse...

PARABÉNS DONA ZENI, MURIQUI PRECISA MESMO DE INICIATIVAS ASSIM PARA A MELHORIA DE NOSSA CULTURA...

Anônimo disse...

Querido amigo!

Concordo com suas palavras, nossa amiga Zeni é realmente uma pessoa de imenso bom gosto e qualidade nas festas em que se propõe a realizar.
Parabéns pois ela realmente merece essa homenagem.
Um grande abraço e até breve.
Anselmo.

leila castro disse...

Zeni é dez!

Só não podemos esperar que todos os comerciantes locais possam ou tenham condições de não visarem lucros em seus eventos.

Vamos procurar ser justos!

LACERDA disse...

Leila,

É claro que Zeni visa o lucro. O que eu disse é que ela não é uma comerciante como os outros que somente visam o lucro.
Repito: que somente - somente, heim! - visam o lucro.