Total de visualizações de página

segunda-feira, 16 de abril de 2012

DIA DO BASTA

“O país aos poucos após ditadura vem mudando para melhor, mas a corrupção infelizmente vem no contra ponto piorando a cada ano... Os Tribunais de Justiça hoje estão cada vez mais atentos ao clamor público. Dia 21 de abril, a partir das 16h, em todas as cidades brasileiras, quem puder PARTICIPE da Marcha Contra a Corrupção. EU APOIO!”
Esta conclamação ao povo de Mangaratiba eu retirei do Facebook. Foi postada pelo vereador Edison Ramos.
É por essas e outras que eu suplico: ME INCLUAM FORA DESTA.
No meu tempo de passeatas, levei porrada da polícia. Vi companheiros caírem abatidos a tiros. Era um tempo de ousadia, em que era preciso coragem para participar de passeatas.
Hoje, fico imaginando os participantes da próxima convocada para Copacabana. A elite branca do Rio de Janeiro: dondocas indignadas, brancos azedos e bem nutridos a fim de descolar uma delas pra pagar suas contas, inocentes úteis que se submetem aos anseios de uma oposição moribunda que vive promovendo marchas "espontâneas" com o objetivo único de atingir moralmente o governo federal.
Marchas e passeatas que nada significam, que não levam a nada nem a lugar nenhum. Servem apenas para pautar jornais, revistas e o noticiário das TVs no combate obstinado e perseverante ao governo Dilma.
Estou me repetindo, eu sei. E daí? Eles também.
Há quase cem anos, Rui Barbosa se lamentava: “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto”
Antes dele, Shakespeare (1564-1616) afirmou que havia algo de podre no reino da Dinamarca.
Isto significa que a corrupção jamais terá um fim.
Ninguém combate mais e melhor a corrupção do que o governo federal, através da Polícia Federal, da Controladoria Geral da União, do Ministério Público. Atuam tanto e tão destemidamente contra corruptos e corruptores que fica parecendo que nunca houve tanta corrupção no Brasil.
A verdade é que nunca houve tanta corrupção combatida.
Porém, o brasileiro que tem complexo de vira-latas crê que a corrupção somente existe no Brasil. Somente no governo e somente agora que a presidenta Dilma faz uma faxina em setores corruptos do poder executivo.
A corrupção sempre existiu, existe e existirá sempre em qualquer país do mundo e em todos os poderes.
Corruptos e corruptores fazem parte da vida em sociedade, das prefeituras, das câmaras de vereadores.
Está enraizada na alma dos povos. Somos todos corruptos e somente dependemos de uma oportunidade. Que vá à passeata quem nunca sonegou o imposto de renda.
Que vá à passeata quem nunca subornou um guarda de trânsito. Quem nunca tentou corromper um agente público para obter alguma vantagem. Quem nunca aceitou uma propina para fazer algo que é sua obrigação. Quem nunca fez um "gato" no marcador da luz ou da água. Quem nunca utilizou uma carteira falsa de estudante. Quem nunca ficou com um troco a mais. Quem nunca vendeu nem comprou um imóvel reduzindo o preço na escritura para pagar menos ITBI.
Quem nunca se aproveitou da "gatonet".
Você está neste caso? Então vá. Você vai se ver sozinho na passeata.
Aproveite a praia. É civilizada e limpa, não é como Muriqui.

3 comentários:

leila castro disse...

Lacerda,

são tempos diferentes com objetivos também diferentes!

Toda evolução do comportamento é válida, nem que seja uma possível "involução", se assim se fizer.

São situações incomparáveis, com influencias e objetivos bem distantes destes que você nos coloca. Hoje, para uma mobilização é necessário esta superficialidade da mídia e das redes sociais...são tempos de conceituações rápidas e até mesmo descartáveis, pois entra uma mobilização e já na linha de produção encontra-se outra na boca de espera.

Mas, se não for assim, como se dará?

As mobilizações eram feitas no convencimento e na argumentação e ainda assim, encontrávamos pessoas que estavam lá pelo contra somente, sem ideal algum ou mesmo sem entendimento do que se passava.


Eram os inocentes úteis da época!


Penso que é válida sim! Um só jovem que seja alertado, será menos um corrupto a se firmar em nossa terrinha. Um movimento social, requer passar antes pelas tentativas de formação de opinião, até se encontrar de fato o caminho a ser tomado pela sociedade. Não resolverá nada imediatamente, mas deixará alguma marca positiva naqueles que não recebem da educação formal e informal, conhecimentos de direitos e deveres e portanto não os correlaciona com a vivência em coletividade. Ficar na inércia é mais nocivo do que a tentativa.

Eu pessoalmente acredito que corrupção está enraizada no caráter da sociedade, mas podemos mesmo "nos" forçar a seguir leis e as normas instituídas, se tivermos melhores mecanismos de cobrança e de punição.

Vejo um avanço enorme no combate a corrupção nestes últimos governos, mas convenhamos ainda temos muito que caminhar e ficar esperando a solução sem manifestações é também passividade demais.

Acho que não consegui expor minha opinião...talvez eu esteja andando muito no facebook!!!!

LACERDA disse...

"Ficar na inércia é mais nocivo do que a tentativa."
Sim, é isso. Ficar inerte diante de uma passeata é mais nocivo do que a tentativa de conscientização que eu faço.
Ainda mais quando a convocação é feita por quem não tem a honradez para fazê-la.

LACERDA disse...

Até a passeata contra a violência realizada em Niterói com cerca de apenas mil pessoas ganhou espaço na imprensa.
O passeio em Copacabana deve ter sido um fracasso. Não mereceu TV nem pautou os jornais.
Nem um centímetro de coluna nos jornais de hoje. Acho que não havia gente honesta para participar.