Total de visualizações de página

sábado, 27 de agosto de 2011

ZOSTER

Muitos chamam de "herpes zoster" porque parece com o herpes. Parece, mas não é.
Popularmente conhecido como "cobreiro", é uma doença viral causada pelo varicella-zoster virus, o mesmo vírus causador da catapora. Melhor denominá-lo varicela zoster.
Só dá em que já teve catapora. Algumas pessoas não desenvolvem imunidade total ao vírus que permanece latente em gânglios próximos à coluna vertebral. Quando encontra condições de se desenvolver, numa situação de grande estresse, por exemplo, o vírus reativa-se e chega à pele através dos nervos correspondentes ao gânglio.
Eu já tive nas costas, perto do ombro. Meu filho teve na cintura. Minha mulher teve agora acima da sobrancelha, atingindo todo o lado esquerdo da testa, inclusive a pálpebra e o lado esquerdo do nariz.
Caprichoso, o zoster atinge somente um lado do corpo.
Logo identificamos o problema por sua apresentação e pelos sintomas doloridos. Indicamos o único tratamento existente desde priscas eras: o aciclovir. Não esse aciclovir barato oriundo de laboratórios sem qualquer credibilidade que é vendido nas farmácias de Muriqui.
Minha mulher passou a tomar um comprimido de 400mg de Zovirax, cinco vezes ao dia; Zovirax creme dermatológico para aplicação local, também cinco vezes ao dia, e Zovirax pomada oftalmológica para aplicação ocular, a fim de evitar afetação ao nervo ótico.
Acontece que não sou médico - nem meu filho - e como santo de casa não faz milagre e minha mulher não mais suportava as dores - seu limiar álgico é bem baixo - além de achar que o medicamento tinha que agir de imediato como um analgésico, exigiu uma consulta médica para confirmar o nosso diagnóstico e o tratamento prescrito.
Levei-a ao PS de Muriqui para uma consulta com o Dr. Breno que nos informaram ser muito bom médico. Era o dia de seu plantão, dia 12 de agosto.
Infelizmente, ele estava no almoço e minha mulher foi rapidamente muito bem atendida, com absoluta cortesia, pelo jovem Dr. Thiago S. Cabral.
Ela, então, mostrou-lhe as vesículas na testa, na pálpebra e no nariz, exatamente como na foto acima, e disse-lhe: "Dr. Thiago, creio que estou com zoster e tomando aciclovir. Queria ouvir a sua opinião médica."
O médico a examinou e afirmou: "Não! Não é zoster. É apenas uma reação alérgica. Vou encaminhá-la para a dermatologia."
Fez uma limpeza local com cloreto de sódio e preencheu o encaminhamento que está em meu poder.
Nisso, chega o Dr. Breno. Olha minha mulher e diz ao Dr. Thiago: "É zoster. Prescreva Zovirax, cinco vezes ao dia."
O jovem médico ainda tentou argumentar dizendo não ver as terminações nervosas típicas do zoster. "Como não está vendo?" - questionou o Dr. Breno - "veja elas aqui e aqui e aqui."
Somente restou ao Dr. Thiago passar a receita de Zovirax comprimidos e aciclovir pomada.
Minha mulher voltou pra casa mais tranquila, sabendo que seus santos de casa muitas vezes fazem milagres.
É como eu sempre digo: carro, mulher ou dentista só é bom mesmo quando é novo. Médico tem que ser mais velho.

2 comentários:

leila castro disse...

Que bom que voltou!!!!!

E sua esposa, já está melhor?
Bom, teve sorte em conseguir que o Dr. Breno voltasse antes dela sair totalmente desiludida com os médicos caseiros.

LACERDA disse...

Somente hoje estou voltando. Depois, eu vou contar porquê.