Total de visualizações de página

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

GUERRA SANTA


Notícia de hoje em O Dia: “Sumiço da imagem de Nossa Senhora da Guia provoca discussão e pára na delegacia. Síndico é acusado de intolerância religiosa.”
Aconteceu em Vila Isabel. O síndico – olha o nomezinho dele: Marcus Valério da Fonseca – que deu sumiço na imagem teria dito que, para ele, “a santa e um poste eram a mesma coisa”.
Essa notícia merece destaque em nosso blog porque se trata da imagem da padroeira de Mangaratiba. Será que esse déspota possui casa de veraneio em nossa cidade?
“O síndico é evangélico e não valoriza o quanto essa imagem representa para nós”, disse uma senhora moradora do prédio na Rua Luiz Barbosa.
Evangélico eu também sou, minha senhora, o síndico é protestante. E não digo isso menosprezando a doutrina criada por Martinho Lutero – um monge católico que foi preso e excomungado - que promoveu a reforma protestante do cristianismo no auge da inquisição conduzida pela igreja católica.
Eu só não entendo é porque os protestantes não se orgulham de dizer: sou protestante. E se dizem evangélicos, como se o evangelho somente a eles pertencesse.
A intolerância e a radicalização religiosas levam a consequências funestas. A grande maioria das guerras teve início a partir da intolerância religiosa.
No Afganistão, quando tomaram o poder, os talibãs dinamitaram as imagens dos budas gigantescos, históricas obras de arte do budismo pré-islâmico e consideradas patrimônio da humanidade. Qualquer semelhança com o síndico e com aquele infeliz que chutou a imagem de N.S. de Aparecida na televisão, não é mera coincidência.
A estúpida tirania e intolerância talisbã impôs ainda a sua vontade decretando as seguinte leis:
É proibido cantar, dançar, jogar cartas, jogar xadrez, fazer apostas, soltar pipas.
É proibido escrever livros, ver filmes e pintar quadros.
Quem possuir periquitos será espancado e os pássaros serão mortos.
Quem roubar terá a mão direita cortada na altura do pulso.
Quem voltar a roubar terá um pé decepado.
Quem não é muçulmano não pode realizar o seu culto em lugar que possa ser visto por muçulmanos. Quem o fizer será espancado e detido.
Quem for apanhado tentando converter um muçulmano a sua fé será executado.
Todos os cidadãos devem rezar cinco vezes ao dia. Quem for apanhado fazendo outra coisa na hora da oração será espancado.
Os homens deverão deixar a barba crescer, pelo menos, um punho abaixo do queixo. Quem não cumprir essa determinação será espancado.
Todos os meninos devem usar turbante, trajes islâmicos e colarinho abotoado.
Atenção mulheres:
Vocês deverão permanecer em casa. Quem sair de casa deverá ser acompanhada de um parente do sexo masculino.
A mulher que for apanhada sozinha na rua será espancada e mandada de volta para casa.
A mulher não deverá mostrar o rosto em circunstância nenhuma. Sempre que sair à rua deverá usar a burca. A mulher que não fizer isso será severamente espancada.
Estão proibidos os cosméticos. Estão proibidas as jóias.
As mulheres não poderão usar roupas atraentes. E só poderão falar quando alguém lhes dirigir a palavra. Não poderão olhar um homem nos olhos.
Não deverão rir em público. A mulher que fizer isso será espancada.
Não deverão pintar as unhas. A mulher que fizer isso perderá um dedo.
As meninas estão proibidas de frequentar a escola. Todas as escolas femininas serão imediatamente fechadas.
As mulheres estão proibidas de trabalhar.
A mulher que for culpada de adultério será apedrejada até a morte.

Determinações tão estúpidas como a daquele síndico que não respeita a nossa santa padroeira. Talvez, ele aproveite algumas para implantar em seu condomínio.

7 comentários:

Fabricio disse...

Lacerda, será que esta imagem não é uma daquelas do Hospital de Mangaratiba que, dizem, foram encontradas no lixo, no governo de um prefeito evangelico?.

Lacerda disse...

Não sabia disso. Os condôminos daquele prédio de Vila Isabel também encontraram a imagem no lixo.
Agora, evangélicos somos todos os cristãos: eu, você, o síndico, o prefeito. Você quis dizer prefeito protestante, não é?

Fabricio disse...

Caro Lacerda, realmente todos nós que seguimos o Evangelho de Jesus, somos Evangélicos. E como seguimos Jesus, O Cristo, somos tambem chamados de Cristãos.

Entretanto, quem se intitula Evangélico é aquele que pertence ao “Povo de Deus”, casta diferenciada da sociedade, da qual faz parte o nosso Prefeito. E ele faz questão de mostrar esta sua condição.

Durante seu governo, temos visto que o Sr. Prefeito usa e abusa dos recursos públicos em atividades e eventos ditos evangélicos. Como por exemplo, cito o Projeto Libertas Almas, que ocorre nas praias do município nos 3 dias de carnaval. Outras diversas festas “GOSPEL” são empurradas nos ouvidos dos munícipes, por meio de potentes alto-falantes.

Pessoalmente não tenho nada contra, mas entendo que a Prefeitura de Mangaratiba ao promover tais eventos viola o Artigo 25 da Lei Orgânica do Município e o Artigo 19 - I da Constituição Brasileira, que estabelece:
- É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:
I - estabelecer cultos religiosos ou igrejas subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes, relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público;
Sabemos que o BRASIL é um Estado Laico onde o Laicismo começou a ser adotado primeiro no campo da filosofia e, depois, no campo da ciência. Por extensão, o princípio do laicismo passou a ser também aplicado à política, confundindo-se com o chamado liberalismo político, cujos princípios devem prevalecer numa sociedade verdadeiramente democrática.
O liberalismo político é a doutrina que visa estabelecer a liberdade política do indivíduo em relação ao Estado, porque defende os direitos inatos do homem; preconiza oportunidades iguais para todos; estabelece a separação entre a Igreja e o Estado; exige que a atividade estatal se restrinja à proteção da liberdade religiosa, liberdade de imprensa (direito de expressão), assim como assegura o direito de propriedade individual (propriedade privada). Tais são as características de um Estado democrático.

Por essa razão, para consolidar a Democracia no Brasil, precisamos preservar a condição de Estado laico e, para tanto, precisamos evitar todas as formas possíveis do estabelecimento de um governo teocrático, administrado por religiosos, para não retroagirmos à Idade Média. Se tal fato acontecer, a democracia "irá para o espaço, em nome de Deus", como ocorreu no Afeganistão, sob a liderança religiosa dos talibãs. Essa é a razão de não ser nada saudável colocar Deus no centro da política, como justificativa para se cometer uma série de arbitrariedades em nome d'Ele.

(parte de matéria publicada no Jornal o Globo – Coluna do leitor)

Em Mangaratiba, a indevida participação da Prefeitura ao promover atividades organizadas pelas igrejas evangélicas do município, ataca e corrói o grande ideal da República - o caráter laico do Estado. – alem de fazer indevidamente proselitismo político à custa da religião.

Nesse sentido, não podemos esquecer que os conflitos políticos e religiosos ocorridos na história da humanidade foram decorrentes, exatamente, do fundamentalismo religioso. Em boa sinonímia, fundamentalismo quer dizer: estar fundamentado, embasado em determinado princípio, podendo aplicar-se à ciência, política, religião ou filosofia.

No fundamentalismo religioso e político, porém, residem os maiores perigos. Isto porque os seus líderes procuram fundamentar-se apenas em algumas partes ou "interpretações" convenientes de suas doutrinas religiosas ou idéias políticas, de modo exacerbado, alimentando o fanatismo. E podemos constatar, no mundo atual, que o fundamentalismo está sempre aliado à intolerância e ao desrespeito ao cidadão, pois seus fomentadores, na tentativa de conseguirem seus objetivos, passam por cima da ética e da moral sem nenhuma cerimônia.

Devemos ressaltar, no entanto, que qualquer religioso pode estar num cargo publico, mas nunca se intitular representante da religião que professe. O seu mandato é para servir ao povo e não à sua comunidade religiosa.

Lacerda disse...

Sua afirmação - o uso de recursos públicos na promoção da doutrina protestante - é muito grave. De fato, vi, ano passado, algumas tendas do Projeto Libertas Almas. Foi pago pela prefeitura? Com o dinheiro de católicos, espíritas, kardecistas, budistas e até dos hereges?
Quanto terá custado esse projeto, heim? Quanta gente lucrou com isso?
Não posso ser contra nenhuma doutrina religiosa. E sou a favor de sua permanente promoção para impor limites e determinar o comportamento humano.
Mas, não posso admitir que sejam subvencionados com recursos públicos.

Fabricio disse...

Lacerda, nas Relações de Pagamentos efetuados pela Prefeitura de Mangaratiba, nos quatro primeiros meses de 2007, encontrei diversos pagamentos feitos à Empresa GOSPEL PROMOÇÕES LTA que somam o valor total pago de R$ 106.360,34. Estes pagamentos foram feitos pagos da seguinte forma:

Mês de Janeiro 2007
Processo Valor
0015/2007 6.800,00
0178/2007 5.500,00
0180/2007 5.000,00
0169/2007 4.100,00
0360/2007 9.500,00
0360/2007 4.200,00
0360/2007 19.721,39
0267/2007 5.301,65

TOTAL 60.123,04

Mês de Fevereiro 2007
Processo Valor
538/2007 6.800,00
448/2007 4.350,00
537/2007 5.301,65
482/2007 300,00
606/2007 3.000,00

TOTAL 19.751,65

Mês de Março 2007
Processo Valor
688/2007 3.200,00
689/2007 300,00
941/2007 2.900,00
998/2007 2.900,00

TOTAL 9.300,00

Mês de Abril de 2007
Processo Valor
1087/2007 3.100,00
1088/2007 2.900,00
1224/2007 2.584,00
1218/2007 2.900,00
1241/2007 5.301,65
1176/2007 400,00

TOTAL 17.185,65
Não sei que tipo de serviço prestou esta empresa, certamente não foi na área da saúde.

Mas para que você não fique vexado, recentemente, soube que foi encaminhada ao Ministério Publico, denuncia de que o Sr. Prefeito Bonzinho, doou para uma Igreja Evangélica, o lote situado na Estrada São João Marcos, ao lado do destacamento do Corpo de Bombeiros.

Anteriormente, o prefeito Bonzinho já havia doado para outra igreja evangélica, um lote na mesma área e parece ter contribuído para a construção da estrutura em concreto armado.

Como ele mesmo prometeu, fará daquela área o centro evangélico de Mangaratiba. Entretanto, nesta área, por ter sido um manguezal aterrado no governo passado, não pode haver edificações. Parece que foi o MPE – Angra dos Reis, quem propôs a Ação. (Estas informações foram obtidas junto a moradores do local).

Vamos aguardar o pronunciamento do MPE.

Lúcia disse...

Essa semana, dia 22.01.09, a prefeitua de MAngaratiba, promoveu um mega evento com canto evangelico Lazaro, o palco era do mesmo tamanho da festa de peão daqui.
E prometeram trazer mais estrelas evangelicas, pelo jeito a população vai ter que virar toda evangelica...

LACERDA disse...

Prezada Lúcia, eu também gosto de gatos.
A população já é toda evangélica, excluindo os ateus. Você quis dizer protestante, não foi?