Total de visualizações de página

domingo, 25 de maio de 2008

PARQUE ESTADUAL CUNHAMBEBE


O Instituto Estadual de Florestas (IEF/RJ) promoveu no dia 20 de maio, no Iate Clube de Muriqui, palestra sobre a criação da mais nova unidade de conservação estadual, o Parque Estadual Cunhambebe. Com área prevista de 38.527 hectares, o parque abrangerá parte dos municípios de Mangaratiba, Angra dos Reis, Rio Claro e Itaguaí, e protegerá uma ampla região de mata atlântica nativa, com sítios históricos e áreas de grande potencial para o ecoturismo, assegurando a preservação de inúmeras espécies animais e vegetais ameaçadas.
Na área do parque estão incluídas parcialmente 13 bacias hidrográficas, entre as quais algumas importantes para o abastecimento de água do estado, como a Bacia da Represa de Ribeirão das Lajes. Entre as várias áreas de potencial interesse turístico estão o Pico do Sinfrônio, com mil e quinhsntos metros, em Angra dos Reis, e o Pico das Três Orelhas, com mil e cem metros, em Mangaratiba. Trilhas, cachoeiras e paredões para escalada são as principais atrações para os adeptos dos esportes de aventura.
O parque também terá áreas de relevante interesse histórico, como a antiga Estrada Imperial, no Distrito de São Marcos, em Mangaratiba, que conta com mirantes, edificações e ruínas típicas do período colonial.
O Ministro do Meio Ambiente – Carlos Minc – declarou à imprensa que “agora no dia 5 de junho, dia do Meio Ambiente, criaremos um parque de 38 mil hectares na área de Mangaratiba para fechar o corredor florestal Bocaina -Tinguá. Essa área vai sofrer pressão demográfica com o arco metropolitano e o pólo siderúrgico de Itaguaí. Precisamos nos antecipar e fechar essa cobertura. Vai ser o segundo maior parque do estado.”
Na avaliação do ministro, a mata atlântica é o segundo bioma mais ameaçado do planeta e, até agora, não possuía uma Área de Proteção Ambiental.
A denominação do parque é uma homenagem ao cacique tupinambá Cunhambebe, líder da Confederação dos Tamoios, formada por volta de 1560. A Confederação dos Tamoios reuniu caciques de várias tribos que se revoltaram diante da ação violenta dos portugueses contra os índios Tupinambás, causando mortes e escravidão. O cacique tornou-se temido pelos portugueses, contra os quais obteve várias vitórias até sua morte por varíola. Atualmente, Cunhambebe é lembrado pelo nome do maior distrito do município de Angra dos Reis, onde teria nascido, na localidade de Ariró. Veja o mapa do parque no site do IEF: http://www.ief.rj.gov.br/

3 comentários:

Carlos,Gabi e Mel disse...

http://www.oeco.org.br/noticias/27455-biologo-que-denunciava-crimes-ambientais-e-encontrado-morto?utm_source=newsletter_783&utm_medium=email&utm_campaign=as-novidades-
de-hoje-em-oeco

...mais um ambientalista morto por defender a Natureza. Cada vez mais essa é uma 'profissão' de risco.

Bruno Oliveira disse...

Sabe o endereço pra visitar o Parque ??

LACERDA disse...

Criado pelo Decreto Estadual nº 41.358, de 13 de junho de 2008, o parque tem área total aproximada de 38.053,05 hectares, abrangendo partes dos municípios de Angra dos Reis, Mangaratiba, Rio Claro e Itaguaí.
Saiba mais neste link: http://www.inea.rj.gov.br/Portal/Agendas/BIODIVERSIDADEEAREASPROTEGIDAS/UnidadesdeConservacao/INEA_008597